OLÁ, SEJAM BEM-VINDOS

Com grande esforço e dedicação na construção do meu primeiro blog - AULAS100 Ensinando Informação e Conhecimento (http://aulas100.blogspot.com/) - em 28 de abril de 2009, obtive resultados bastante satisfatórios, comprovados pelo selo TOP100/2009 que ganhei, graças aos votos dos leitores que gostaram do meu espaço educativo.

O incentivo me levou a elaborar a Sala de Reflexão para a divulgação de textos sobre o amor em todos os sentidos e valor educacional na escola e na família, com o objetivo de elevar a autoestima e restaurar o equilíbrio emocional.

28/01/2012

Egomaníacos: insensíveis e inseguros

Pessoas egomaníacas, São muito inseguras

O que leva a uma pessoa que se acha o centro de tudo e não precisa de ajuda? É de origem hereditária ou falta de orientação familiar? São competitivas, arrogantes, falam de si mesmas o tempo todo. São os chamados egomaníacos. Nas ruas é difícil identificá-los, a não ser se conversarmos com um desses numa conversa informal, após uns 10 minutos de papo, o suficiente para darem os primeiros sinais de contadores de vantagens.

Em empresas multinacionais, escolas, universidades, até mesmo em simples comércios, esses tipos são facilmente identificados e nem eles mesmos conseguem explicar a razão de se julgarem os reis do universo.

Na minha época de pós-graduação numa universidade pública, eu me deparava com muitos deles. Para dar um exemplo, havia uma chefe do departamento de Histologia e Citologia que não sabia falar BOM DIA, BOA TARDE e BOA NOITE. Eu era um dos primeiros a chegar no laboratório, eu estava iniciando no departamento e encontrava a chefe já na sua mesa do escritório. Dei bom dia a ela no primeiro som e nada de ela retribuir. Dei o segundo bom dia e ela lá escrevendo algo sem levantar a cabeça e com expressão severa, de não se importar com o restante ao redor dela. Eu pensei assim: ou ela é surda ou é mal educada. E com o tempo, conclui que ela é a segunda opção. É impressionante demais uma pessoa de alto cargo administrativo que deveria dar o grande exemplo, a partir de um bom dia primeiramente. Mas não, ela só fala com os demais funcionários quando precisa designá-los às tarefas.

Em empresas multinacionais então, nem é preciso comentar, pois nesses locais esses perfis são os que mais se encontram.

Essas pessoas acham que sabem tudo. Falam de si mesmas o tempo todo. São insensíveis ao ponto de nem verem o outro. O motivo pelo qual essas pessoas têm tanta necessidde de se mostrar e de contar vantagem é uma enorme insegurança.

Elas nunca pedem ajuda, não podem se mostrar vulneráveis, se protegem e não confiam em ninguém. Vivem em negação, negam qu exista algum caos em suas vidas. Não querem expor a verdade. A insegurança do egomaníaco é um grande segredo que ele não pode deixar ninguém descobrir.

Para ajudar uma pessoa assim, é preciso mostrar a ela que ser vulnerável não é fraqueza. É compartilhar os sentimentos não o intelecto.

Para fazer uma ressalva, há aquelas pessoas classificadas como pseudo-egomaníacas (egomaníacas aparentes, no julgamento dos outros). São perfis educados, sabem cumprimentar os outros, não são de contar vantagens e nem humilhar os outros com sua inteligência. Os pseudo-egomaníacos sabem ser líderes com boa postura, mas às vezes agem com arrogância e antipatia para somente aquelas pessoas abusadas, encostadas e espaçosas que só querem explorar. O exemplo clássico dessa situação está na pele de vizinhos folgados que entram na sua casa a hora que bem entendem e às vezes precisamos de privacidade e, para resolver esse problema de vizinho sem noção, devemos mudar a forma de agir perante eles e impor limites. E quando o vizinho abusado não gosta da sua decisão, não fala mais com você e ainda você ganha o rótulo de nariz empinado, de antipático e cai na boca do povo, lhe chamando de orgulhoso, tudo isso por causa da sua personalidade forte.

0 comentários :

Postar um comentário

Assuntos anteriores