OLÁ, SEJAM BEM-VINDOS

Com grande esforço e dedicação na construção do meu primeiro blog - AULAS100 Ensinando Informação e Conhecimento (http://aulas100.blogspot.com/) - em 28 de abril de 2009, obtive resultados bastante satisfatórios, comprovados pelo selo TOP100/2009 que ganhei, graças aos votos dos leitores que gostaram do meu espaço educativo.

O incentivo me levou a elaborar a Sala de Reflexão para a divulgação de textos sobre o amor em todos os sentidos e valor educacional na escola e na família, com o objetivo de elevar a autoestima e restaurar o equilíbrio emocional.

16/09/2012

O desinteresse pelos estudos. Culpa de quem, afinal?

Existem alunos que, mesmo levando atividades diversificadas, não há quase interesse deles. Acredito que eles não conseguem ver na escola a melhoria de vida que podem ter através dos estudos.

Essa fatalidade, infelizmente, sempre aconteceu nos últimos 30 anos, só que atualmente é mais divulgada devido à evolução dos meios de comunicação e também às mudanças na psicologia e pedagogia, destacando também alguns projetos questionáveis de governos passados e recentes que aparentemente não priorizam melhorias no setor educacional. O resultado: a população de recursos limitados troca a escola por migalhas como o bolsa-família, cartão-escola e assim vai...

Tem alunos que simplesmente ignoram, outros não se interessam, mas cumprem com os seus deveres de ir à escola e permanecem de "corpo presente" na aula, mas quando você pergunta algo, ou propõe, ficam apáticos, demonstrando que sequer sabem do que se está falando.

Na minha época, meus pais se sacrificavam para comprar livros caros, na época eu era apenas estudante e nem queriam que eu trabalhasse para ajudar no orçamento. E hoje em dia, a gente vê a maioria desses alunos desinteressados que nem enxergam que podem ter livros de graça e só priorizam os benefícios que o governo dá a eles, enquanto que a escola, segundo a visão dos mesmos, é colocada em último plano. Eles só se preocupam com frequência, ao invés de questionarem por que tiram notas baixas. Incrível, né?

0 comentários :

Postar um comentário

Assuntos anteriores