OLÁ, SEJAM BEM-VINDOS

Com grande esforço e dedicação na construção do meu primeiro blog - AULAS100 Ensinando Informação e Conhecimento (http://aulas100.blogspot.com/) - em 28 de abril de 2009, obtive resultados bastante satisfatórios, comprovados pelo selo TOP100/2009 que ganhei, graças aos votos dos leitores que gostaram do meu espaço educativo.

O incentivo me levou a elaborar a Sala de Reflexão para a divulgação de textos sobre o amor em todos os sentidos e valor educacional na escola e na família, com o objetivo de elevar a autoestima e restaurar o equilíbrio emocional.

29/11/2010

As pessoas se preocupam muito em ter alguém

Que o relacionamento a dois mexe com os sentimentos de cada um, sem dúvida, é muito bom, porque ajuda a saber o que realmente somos e o que levamos para a relação.

A vida a dois, desde que não haja cobranças excessivas, ensina a ter noção de que aquela pessoa vai incentivar a outra a dar o melhor, a transformar na melhor versão de si mesma. Muitas vezes, é aquela pessoa que desperta qualidades positivas transformadoras.

A atração sexual, claro, é importante, mas não é tudo. E por quê?

Tudo isso acima é muito bonito, não é mesmo? Quando se ama de verdade, temos a certeza de que a pessoa sempre estará ao nosso lado porque esta é a vontade de, pelo menos, uma das partes.

Entretanto, poucas pessoas lembram que as relações são cheias de obstáculos. Por outro lado, isso é bom, porque nos torna pessoas melhores.

Então, surge a dúvida: quais razões existem naquela pessoa que cobra o tempo todo, sentindo a necessidade de se sentir aceita? Será que é bom exigir a presença do outro o tempo todo, privando-o da liberdade?

Pessoas que precisam manter sempre o controle da situação têm mais dificuldade para amar e serem amadas. Em outras linhas, essa observação é aplicada a pessoas carentes. A palavra "pessoas" refere-se a tanto homem quanto mulher.

Idolatrar o amor e os relacionamentos, achando que a vida a dois vai ser a solução de todos os problemas. Isso coloca muita pressão no parceiro, que acaba desistindo da relação.

Os homens reclamam que as mulheres não prestam e elas lamentam que não existem mais homens bons. Mas o que significa para elas a palabra "bom"? Tem a ver com "bonzinho"? Quem está certo nessa história toda?

Se o homem é bonzinho demais, elas reclamam; no outro extremo, se a mulher é boazinha demais, eles reclamam também. E aí? Como fica?

Se você acha que não merece ser amado, só vai atrair relações desastrosas.

Os solteiros, principalmente as mulheres, precisam acabar com essa paranoia de que precisam encontrar uma pessoa a todo custo. Correr atrás do amor não dá certo, você acaba parecendo uma pessoa louca e desesperada. A consequência são as escolhas erradas.

As pessoas se preocupam muito em ter alguém. O ideal é que devemos cuidar de nós mesmos, desenvolver nossos talentos, aumentar nosso autoconhecimento e expandir nosso círculo de amizades.

A gente experimenta em se relacionar com as pessoas sem pensar em namoro, porque isso vai acontecendo naturalmente, sem pressões, sem premeditar nada, aquela coisa planejada demais. Pessoas que são muito dependentes e desesperadas em ter alguém entram sempre em depressão. Podem reparar.

Torno a repetir: o que somos é o que levamos para a relação. Se alguém está deprimido e improdutivo, certamente terá um relacionamento difícil e deprimente.

Portanto, para facilitar as relações amorosas, a única arma é ter amor próprio, acima de qualquer outro sentimento, não dando mais importância ao outro do que a nós mesmos.

0 comentários :

Postar um comentário

Assuntos anteriores